Para ser feliz no casamento

Um casal comemorava o seu quinto ano de casamento. Resolveram fazer daquele um dia especial. Acordaram cedo, saíram juntos, visitaram seus lugares prediletos, almoçaram naquele restaurante aconchegante em que se conheceram, e foram dançar ao final da tarde. À noite, após um dia tão perfeito, resolveram tomar um lanche leve. O marido se propôs a fazer os sanduíches, enquanto ela preparava o chá.

No momento de se servirem, o marido ofereceu à esposa um belo lanche, carinhosamente feito com a ponta do pão. E ela, vendo aquilo, começou a chorar… Mas era um choro de tristeza.

– O que houve, meu bem? Há algo errado? – Perguntou o marido.

E ela, magoada, respondeu: – Puxa!… Pelo menos hoje você poderia ter me oferecido a melhor parte do pão, e não a ponta, como sempre faz.

Ele, desolado, respondeu: – Mas, meu bem, essa é a parte do pão que eu mais adoro!

Veja: durante os cinco anos de casamento, o marido oferecia sempre à esposa o que considerava ser o melhor, enquanto ela pensava sempre estar recebendo a pior parte. Tudo por uma falha simples de comunicação. Tudo porque cada um sempre “imaginou” que o outro tinha a capacidade de adivinhar seus desejos e suas preferências.

Pense sobre isso!

Trecho do livro “Histórias Para Ler e Contar”, de Gilberto Cabeggi).


Nada existe de mais simples e verdadeiro do que a sabedoria perpetuada nos ditos populares e naquelas histórias que o povo conta, de geração em geração. São verdades vividas e comprovadas, que servem de leme para os interessados em seguir pelo caminho correto e obter felicidade na sua jornada pela vida. São como placas de sinalização à beira da estrada, que indicam o melhor caminho a seguir.

Clique aqui e conheça o livro “Histórias Para Ler e Contar”.
E tenha muito mais inspiração para o seu dia a dia.

.

.

.


 

Um forte abraço,

Gilberto Cabeggi 
Escritor e Assessor de Escritores, Coaches e Palestrantes

Ajudando você a fazer uma diferença positiva no mundo.
https://gilbertocabeggi.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *